Quais as consequencias do AVC ou AVE?

Quais as consequências do AVC ou AVE?

As consequências do AVE podem levar a perda ou diminuição da força muscular ou sensibilidade, afetar a comunicação, a fala e a compreensão, perda ou diminuição do raciocínio, emoções e memória.

Onde o AVE afeta?

Assim, podemos entender que o Acidente Vascular Encefálico (AVE), também conhecido como Acidente Vascular Encefálico (AVC) ou derrame, é uma síndrome clínica que afeta o cérebro.

Quais são os fatores de risco para o Ave?

Diversos são os fatores desencadeantes de um AVE, entre eles: obesidade, hipertensão arterial, inatividade fisica, predisposição genética, tabagismo e diabetes mellitus.

Quais as manifestações clínicas do Ave?

As manifestações clínicas do AVC incluem dores de cabeça intensas acompanhadas de vômitos e vertigens; hemiplegia; hemianopsia; alterações na fala e na linguagem, como afasias, disartrias e fala escandida; apraxia; transtornos posturais e de marcha; distúrbio do sistema sensitivo e motor, ou comprometimento isolado de …

LEIA TAMBÉM:   O que fazer quando da erro no YouTube?

Qual o sistema acometido pelo AVE?

O acidente vascular encefálico (AVE) é a doença vascular que mais acomete o sistema nervoso central, apresentando-se como a segunda principal causa de morte, com importante impacto na saúde pública, sendo a principal causa de incapacidades físicas e cognitivas em países desenvolvidos e em desenvolvimento (DOYLE, 2002; …

Quais os fatores de riscos modificáveis e não modificáveis para o AVC?

Observou-se que os principais fatores não modificáveis são: idade, sexo, raça, localização geográfica e hereditariedade. Já os principais fatores modificáveis são: hipertensão, fibrilação atrial, diabetes melito, dislipidemia, obesidade e o tabagismo.

Como reconhecer um AVE?

Quais os sintomas do avc/derrame cerebral?

  1. Fraqueza de um lado do corpo.
  2. Alteração ou perda de visão.
  3. Dificuldade para falar.
  4. Desvio de rima labial (sorriso torto)
  5. Desequilíbrio e tontura.
  6. Alterações na sensibilidade.
  7. Dores de cabeça fortes e persistentes.
  8. Dificuldade para engolir.