Como contabilizar juros de capital proprio?

Como contabilizar juros de capital próprio?

O montante dos JSCP passível de dedução na apuração do Lucro Real e na Base de Cálculo (BC) da CSLL não poderá exceder o maior entre os seguintes valores: 50\% (cinquenta por cento) do lucro líquido do exercício antes da dedução dos juros, caso estes sejam contabilizados como despesa.

Quais alíquotas são aplicadas aos Juros sobre Capital Próprio?

IMPOSTO DE RENDA NA FONTE – JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO Pessoa física ou jurídica, sócia, acionista ou titular de empresa individual, residente ou domiciliada no Brasil. 15\% (quinze por cento) sobre o valor dos juros pagos.

Qual a vantagem do capital próprio?

A vantagem mais óbvia é que o capital próprio, como explicamos anteriormente, é um valor que já pertence à empresa e, portanto, não precisará ser quitada no futuro e não irá gerar preocupações com as taxas de juros a pagar.

Qual é o capital próprio da empresa?

O capital próprio é um recurso que provém da própria empresa e consequentemente é propriedade dos sócios e acionistas (proveniente das vendas de produtos e prestações de serviços, o trabalho da empresa); O capital de terceiros é um recurso que provém de entidades terceiras (financiamentos, empréstimos e mais);

LEIA TAMBÉM:   O que e uma expressao equivalente?

Qual a melhor opção para usar capital próprio e capital de terceiros?

A melhor opção é usar Capital Próprio ou Capital de Terceiros? A dica para decidir entre o capital próprio e o capital de terceiros é sempre analisar o ROI (retorno sobre investimento ou taxa de lucro) da sua empresa. Essa decisão de capital utilizado deve ter a finalidade de potencializar o crescimento da sua empresa e não o contrário.

Como calcular esse custo de capital próprio?

Confira a fórmula para calcular esse custo de capital próprio (Ke) por meio do método CAPM (capital assent pricing model ou método de precificação de ativos) B x (Rm – Rf) = prêmio pelo risco de ativo.