Quais as consequencias de uma deflacao para o pais?

Quais as consequências de uma deflação para o país?

Ao se prolongar, a deflação causa um círculo vicioso resultando na diminuição de renda e desemprego da população. Portanto, o ideal é um cenário de controle em que o aumento dos preços acompanhe o aumento de salários e o poder de compra da população.

Porque a deflação e também indesejável?

Por que a deflação, ou queda dos preços, é ruim? Porque, se ela for muito prolongada, pode indicar que o país está indo mal – passando por uma recessão. Nesse cenário, as empresas diminuem cada vez mais os seu preços porque os consumidores não conseguem comprar.

Por que a deflação é ruim?

Mas… Por que a deflação, ou queda dos preços, é ruim? Porque, se ela for muito prolongada, pode indicar que o país está indo mal – passando por uma recessão. Nesse cenário, as empresas diminuem cada vez mais os seu preços porque os consumidores não conseguem comprar. Mas vamos por partes. A inflação é um termo um pouco mais conhecido.

LEIA TAMBÉM:   O que faz um profissional de Letras Libras?

Por que a deflação é perigosa?

Dessa forma, podemos concluir que a deflação, apesar de parecer boa, é tão perigosa quanto a inflação. Os três termos podem ser parecidos, mas os seus significados e impactos na economia são diferentes: Deflação: A deflação é a queda generalizada dos preços de bens e serviços.

Por que a deflação prolongada é ruim?

O problema aparece quando uma economia enfrenta um período de deflação longa, que dura muitos meses ou anos, por exemplo. Por que a deflação prolongada é ruim? A deflação prolongada pode indicar que a economia está estagnada – as pessoas não conseguem comprar os produtos, e os comerciantes precisam constantemente baixar os preços.

Como podemos perceber a deflação por longos períodos?

Entretanto, apesar de parecer algo bastante positivo, a deflação por longos períodos pode representar um grande perigo para a economia de um país. Você pode perceber um exemplo histórico deste fato, ao analisar os efeitos da queda da Bolsa de Valores de Nova York em 1929.