Para que servem as antenas das abelhas?

Para que servem as antenas das abelhas?

Nas antenas encontram-se estruturas para o olfato, tato e audição. As mandíbulas são estruturas fortes, utilizadas para cortar e manipular cera, própolis e pólen. Servem também para alimentar as larvas, limpar os favos, retirar abelhas mortas do interior da colmeia e na defesa.

Para que a abelha utiliza a apitoxina?

Apitoxina é o veneno encontrado nos ferrões das abelhas do gênero Apis que tem como função afastar predadores dos mais variados tipos, protegendo assim a colônia.

São produtos produzidos e ou coletado pelas abelhas do gênero Apis?

Elas são responsáveis por todo o trabalho interno da col- meia e pela busca de néctar, pólen, água e resina, para a manutenção do enxame.

Qual a principal função da probóscide das abelhas?

A estrutura que garante a absorção de substâncias líquidas, por sua vez, é chamada de probóscide ou língua. Observe as principais partes do corpo das abelhas.

Quais os principais sistemas e órgãos da abelhas?

O corpo é segmentado e se divide em três partes: Cabeça, Tórax e Abdômen. É na cabeça, que está localizada a maioria dos órgãos sensoriais das abelhas: visão, olfato, tato, gosto e audição. Externamente, podemos destacar os seguintes órgãos: olhos simples, olhos compostos, antenas e aparelho bucal.

LEIA TAMBÉM:   Como obter seu proprio historico de chamadas?

Como usar a apitoxina?

Indicações de uso da Apitoxina Adultos: 10 a 15 gotas embaixo da língua, 4 vezes ao dia. Crianças: 5 gotas embaixo da língua, 4 vezes ao dia. Observação: Em muitos casos bastam três dias de uso para os efeitos serem notórios.

Quais são os produtos produzidos pelas abelhas?

Abaixo, listamos os principais produtos que você pode fazer na atividade apícola:

  1. 1 – Mel.
  2. 2 – Pólen.
  3. 3 – Própolis.
  4. 4 – Geleia.
  5. 5 – Cera.
  6. 6 – Aptoxina.

Qual a função da probóscide?

Em insetos, a probóscide é uma estrutura oca, correspondente ao prolongamento do aparelho bucal, que então funciona como sugador, ou picador-sugador. É o caso de pernilongos, borboletas, certas abelhas e percevejos.