Qual a importancia dos poriferos para a ecologia?

Qual a importância dos poríferos para a ecologia?

Os poríferos possuem grande importância ecológica – fazem simbiose com organismo fotossintéticos (zooxantelas – matriz amarelada ou cianobactérias – matriz verde, violeta, marrom), vivem em águas rasas e claras, aumento na taxa metabólica entre 33\% e 80\%. Abriga grande comunidade de organismos aquáticos.

Qual a importância dos poríferos e Cnidarios para o meio ambiente?

Servem de alimento para muitas teias alimentares. Geralmente estão associados com recifes de corais, abrigando grande diversidade de organismos marinhos.

Para que servem os coanócitos dos poríferos?

Suas células, chamadas coanócitos, possuem flagelos que, ao impulsionar água pelo corpo do porífero, capturam o alimento e liberam as excretas pelo ósculo, maior abertura do porífero. O alimento é capturado por fagocitose e pinocitose e é digerido ou transferido para células chamadas amebócitos.

Quais são as espécies de esponjas?

LEIA TAMBÉM:   O que a ciencia faz para tornar o mundo melhor?

Esponjas são animais aquáticos multicelulares que fazem parte do filo dos poríferos ( Porifera ). Há mais de 8 mil espécies descritas que vivem nos mares e na água doce. Esses animais não possuem sistema nervoso e musculatura e também não se movimentam.

Qual é o formato dessas esponjas?

O formato dessas esponjas é cilíndrico e repleto de poros, os quais se abrem em uma cavidade central que recebe o nome de espongiocele ou átrio. A água que entra pelos poros passa pela espongiocele e deixa o corpo do animal por uma grande abertura localizada no topo e denominada de ósculo.

Como as esponjas não se sustentam?

Como elas não podem se mover, precisam se sustentar sem sair do lugar. Para isso, as esponjas colaboram com os microrganismos, produzindo uma enorme variedade de compostos químicos. Por meio desses compostos, elas também garantem que não são tão boas para comer e, assim, afastam parasitas.

Qual o tipo mais complexo de esponja?

Tipo lêucon ou leuconoide: é o tipo mais complexo de esponja, o qual se destaca pela grande quantidade de dobras nas paredes do corpo. A espongiocele, nesse grupo, é geralmente reduzida ou não está presente. Caso queira aprofundar-se no tema deste tópico, leia: Tipos de esponja. As esponjas podem reproduzir-se de maneira sexuada ou assexuada.