O que precisa para ter credito imobiliario?

O que precisa para ter crédito imobiliário?

Os pré-requisitos gerais são:

  1. maioridade civil;
  2. comprovar renda suficiente para indicar a sua capacidade de quitar as prestações;
  3. as parcelas não podem ultrapassar 30\% da renda familiar do comprador; e.
  4. não ter o seu nome incluído em órgãos de proteção ao crédito (SPC, SERASA, entre outros).

O que a Caixa aceita como comprovante de renda?

Comprovando renda como autônomo na Caixa Econômica Federal

  1. cópia do contrato social da microempresa, com a última alteração realizada;
  2. última declaração do Imposto de Renda, tanto para Pessoa Física quanto jurídica com o recibo;
  3. extratos bancários dos últimos seis meses, também para Pessoa Física e Jurídica;

Por que você deve comprar uma empresa?

Veja a seguir 10 questões que você deve levar em consideração antes de comprar uma empresa. Por que você deseja comprar essa empresa? A resposta a essa pergunta pode ser simples. Talvez seja uma de suas empresas favoritas, você pode ter grande interesse no setor ou trata-se, aparentemente, de um ótimo investimento.

LEIA TAMBÉM:   O que sao ceras e qual a importancia delas para os animais?

Qual a melhor opção para comprar uma casa?

A primeira e mais sonhada opção quando o assunto é como comprar uma casa é o pagamento à vista. Sem nenhum saldo para depois, nenhum tipo de juros ou compromisso, é claro que se você tem uma boa quantia guardada, por exemplo, fruto de uma venda ou de uma herança, essa é a melhor forma para fazer a aquisição do seu imóvel.

Qual a melhor decisão para comprar uma empresa?

Os advogados chamam esse processo de “diligência prévia”, mas para muitos empresários e empreendedores trata-se apenas de bom senso. Se decidir comprar uma empresa, uma das maiores decisões que precisará tomar é se você retirará dinheiro da empresa conforme necessário ou pagará a si mesmo um salário periodicamente.

Como comprar uma casa com capital próprio?

Se está a comprar a casa com capital próprio, tente negociar o valor de forma a ser o mais ajustado possível e, de preferência, um pouco mais baixo para si. Se vai recorrer a um empréstimo bancário, o nosso conselho é que não se deixe ficar pelo seu banco apenas.