O que e termo do divorcio?

O que é termo do divórcio?

I – DO DIVÓRCIO CONSENSUAL Requerem, o rompimento do vínculo matrimonial com a homologação do divórcio consensual, com a expedição de ofício para o cartório competente para que seja realizada averbação e as anotações de praxe.

Como funciona o processo de divórcio amigável?

O divórcio amigável é um tipo de divórcio no qual você e a sua esposa estão comum acordo sobre a separação. Assim, dão entrada no processo de divórcio em conjunto. Ou seja, ambos podem pedir o divórcio consensual, e a qualquer momento. Além disso, um procurador pode dar entrada na ação por vocês.

O que é preciso para um divórcio amigável?

Para dar entrada no processo de divórcio consensual, são necessários alguns documentos, como:

  1. Certidão de casamento (atualizada nos últimos 90 dias);
  2. RG e CPF de cada um;
  3. Comprovante de residência;
  4. Pacto pré-nupcial (se houver);
  5. Certidão de nascimentos dos filhos (se houver);
  6. Documentos dos bens (móveis e imóveis).
LEIA TAMBÉM:   Como ocorrem as ligacões metalicas entre metais?

Como ocorre o divórcio amigável?

O divórcio amigável acontece quando você e sua esposa concordam sobre a separação. Além disso, ele pode ser tanto judicial quanto extrajudicial. No entanto, para o divórcio acontecer no cartório, vocês não podem ter filhos menores. A princípio, o divórcio amigável agiliza a tomada de decisões.

Quando se fala em divórcio?

Quando se fala em divórcio o primeiro custo a se pensar é o dos honorário do advogado contratante. Como nas duas modalidades de divórcio (judicial e extrajudicial) é obrigatório a presença de um advogado, já coloque esse como o gasto principal.

Como pode ser feito o pedido de divórcio?

Como referido, no caso de existir total acordo quanto às questões mencionadas, o pedido de divórcio pode ser feito na conservatória do registo civil, pessoalmente ou por intermédio de procuradores, não sendo necessário revelar a causa da separação.

Como é realizado o divórcio consensual?

O divórcio consensual pode ser realizado no cartório ou na justiça. No caso do casal ter filhos menores, é realizado judicialmente, onde o Ministério público garante os direitos dos dependentes. Este processo é um pouco mais demorado e oneroso para o casal, porém, configura um divórcio amigável.